24 junho 2011

Língua, Caetano Veloso


Gosto de sentir a minha língua roçar
A língua de Luís de Camões
Gosto de ser e de estar
E quero me dedicar
A criar confusões de prosódia
E uma profusão de paródias
Que curtem dores
E furtem cores como camaleões
Gosto do Pessoa na pessoa
Da rosa no Rosa
Eu sei que a poesia está para a prosa
Assim como o amor está para a amizade
E quem há de negar que esta lhe é superior
E deixar os portugas morrerem à míngua
"Minha pátria é minha língua"
Fala Mangueira!
Fala! (...)

Caetano Veloso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLOG SEJA LIVRE, VOE! | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2015 ©| Design e Código: Layanne Eduarda | • voltar ao topo