11 outubro 2013

Saramago em poucas e boas palavras

Um corpo tem um princípio e um fim, começa na pele e acaba nela, o que está dentro pertence-lhe, mas precisa de sossego, independência, autonomia de funcionamento, dormir abraçados exige uma harmonia de encaixes que o sono de cada um desajusta, acorda-se com o braço dormente, um cotovelo fincado nas costelas, e então dizemos baixinho, reunindo toda a ternura possível, Meu amor chega-te para lá.

José Saramago, A jangada de Pedra
Casal

8 comentários:

  1. Realmente, nada mais gostoso do que dormir sentindo o cheirinho da pessoa amada...

    ResponderExcluir
  2. Isso só me deu saudades do meu namorado ainda mais haah. adorei o blog! beijo

    http://www.thesigwalt.com

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada de Saramago, comecei, mas larguei logo por que não curti a escrita dele.
    Citação bacana, dormir juntinho é realmente muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria Dan, é ótimo! :)
      No começo também achei complicado, a forma de escrita dele é diferente mesmo, mas a gente se habitua, demora mas sim.

      Excluir
  4. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah que delicia!
    Como ele pode ser tão sensível?

    Você sabe que sou muito sonhadora né?
    Já imaginei essa cena. ai ai..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Nathalia, é sim e muito. Sensibilidade deveria ser a alcunha dele rs;
      Sei sim, sonhadora até dizer basta! Você ler, e imagina como gostar. :)

      Excluir

BLOG SEJA LIVRE, VOE! | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2015 ©| Design e Código: Layanne Eduarda | • voltar ao topo